É extremamente importante ter sempre disponível um “check-up” sobre as condições financeiras e econômicas da sua organização, permitindo a empresa manter-se viva, atuante e com isso ter maior garantia de perpetuidade do negócio. Objetivando atender a missão da organização e acompanhar a visão do negócio, é saudável a aplicação de estudos e exames a fim de implantar melhorias nos processos atuais e detectar procedimentos e situações incorretas, oportunidades a explorar e outras necessidades particulares ao negócio para corrigir deficiências nas áreas financeira, logística, produtiva, comercial, recursos humanos e outras que sejam partes integrantes das empresas.

Nos dias atuais, poucos são os empresários que sabem a cada momento como está a sua empresa, quer a nível financeiro, quer a nível operacional ou mesmo organizacional. Mas, ainda menos são aqueles que sabem, não só como a empresa está, mas também a sua verdadeira capacidade de geração de resultados futuros. E estas duas informações (capacidade atual versus potencialidade futura) fazem parte da combinação do sucesso na gestão.

O trabalho de consultoria quer mostrar respostas para algumas questões:

a) O que é feito;
b) Como é feito;
c) Por que é feito;
d) Está correta a forma que vem sendo feito;
e) O que é importante medir e por que;
f) O que vai bem, o que não vai bem, e o que pode ser diferente.

É importante ressaltar que o Consultor de Negócio apresenta algumas características que visam garantir a qualidade do trabalho:

  • Visão macro e genérica de gestão empresarial;
  • Facilidade de comunicação (verbal e escrita);
  • Familiaridade com sistemas e processos;
  • Bons conhecimentos de contabilidade e finanças;
  • Objetividade e forte capacidade de observação e síntese;
  • Postura positiva e dinâmica;
  • Independência de atuação;
  • Isenção em relação á empresa, pessoas e ocorrências / fatos da empresa;
  • Não trás consigo a cultura institucional que impede, dificulta ou distorce a percepção e/ou observação dos fatos;
  • Capaz de aplicar técnicas de abordagem diferenciadas;
  • Não sofre interferência das atividades operacionais do dia-a-dia;
  • Experiências externas;
  • Dedicação plena ao diagnóstico.

Para mais informações clique aqui